sábado, 30 de setembro de 2017

História da corrupção no Brasil

Com a crescente onda de manifestações que tomou o Brasil nos últimos anos, é fácil deduzir que o povo brasileiro realmente se cansou das práticas de corrupção, especialmente em relação ao governo federal (que está na berlinda).
 
Mas apesar do crescimento recente do descontentamento dos brasileiros em relação à corrupção, o fato é que ela não nasceu ontem. Ela já está arraigada em nossa sociedade há muitos séculos.
 
Portanto, para comprovar que a corrupção no Brasil realmente não é um fenômeno recente, e que ela está arraigada em praticamente todos os setores de nossa sociedade, nós vamos mostrar em detalhes a História da corrupção no Brasil.

Os primeiros registros

Segundo historiadores, o fato é que os primeiros registros de casos de corrupção no Brasil forma observados já no século XVI, justamente no auge do período de colonização portuguesa no Brasil.
 
O que mais ocorria naquela época tinha relação com o comportamento ilegal dos funcionários públicos que eram encarregados de fazer a fiscalização do contrabando e também de outros crimes praticados contra a coroa portuguesa em solo tupiniquim.




No entanto, ao invés de realmente fiscalizarem estas práticas ilegais, eles acabavam cobrando propina para fazer “vista grossa”, ou então para ignorar o que era feito pelos contrabandistas.
 
Além disto, eles também costumavam participar das práticas ilegais, participando do comércio ilegal de produtos que vinham do Brasil, como o pau-brasil, ou então como ouro e diamantes, entre outras coisas.

Uma segunda onda de corrupção em terras brasileiras

Infelizmente, não dá para negar que as práticas corruptas realmente foram trazidas para o solo brasileiro pelos colonos portugueses, que em sua grande maioria era composta por criminosos perdoados pela coroa.
 
Uma segunda onda de corrupção em terras brasileiras foi registrada durante o auge do comércio de escravos, especialmente direcionado para as lavouras de cana-de-açúcar no nordeste.
 
De 1580 até 1850 a escravidão era considerada extremamente necessária, e a prática mais comum de corrupção tinha a ver com o tráfico de escravos, que era uma forma barata de vender escravos para os agricultores.
 
A coroa portuguesa não tomava medidas realmente incisivas para acabar com o problema, e, principalmente, cobrava propinas por meio de seus fiscalizadores para fingir que não estava vendo o que acontecia.

 

Proclamação da Independência

Pois depois da proclamação da independência, em 7 de setembro de 1822, novas formas de corrupção surgiram, sendo que algumas delas acabariam ficando até os dias de hoje.
 
Por exemplo: a corrupção eleitoral, com compra de votos e com muitos favores sendo feitos pelos candidatos a deputados, numa prática que ocorre hoje em dia em muitas regiões do Brasil e que tem suas origens nesta época.
 
As obras públicas começaram a ser feitas pelo novo governo, e com isto, surgiu uma prática que também, infelizmente, até os dias de hoje ainda é muito observada em todo o Brasil: a concessão de obras públicas.
 
Obras superfaturadas começaram a ser cada vez mais comuns, com gastos sendo superiores aos planejados e com muito dinheiro público sendo desviado por parte de políticos, entre outros.

https://www.colegioweb.com.br/historia/historia-da-corrupcao-no-brasil.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário