terça-feira, 7 de março de 2017

CBF detona altos salários de jogadores no futebol brasileiro

A CBF apresentou nesta quinta-feira aos clubes o regulamento de licenciamento, série de exigências que os clubes deverão cumprir para poder participar de competições da própria CBF, da Conmebol e da Fifa.
 
 
Reynaldo Buzzoni, diretor de registro da CBF, criticou clubes que pagam altos salários para jogadores e, ao mesmo tempo, apresentam dificuldades para fechar suas contas.
 
Estamos fora da realidade do futebol. Nenhum diretor de empresa ganha 500 mil reais, nenhum diretor de banco. Você (cartola de clube) vai ter que dizer ao seu jogador que não vai mais pagar esse salário. Por que se não, não vai conseguir pagar as contas e jogar.
 

 
O advogado Alvaro Melo Filho, contratado pela CBF para atuar na formatação do regulamento do licenciamento, também criticou os dirigentes de clubes.
 
A gente ouve falar em luvas de R$ 6 milhões, salários de R$ 500 mil. Os dirigentes contratam baseados em pressão, em emoção. Sem critério disse Melo em sua apresentação.
 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário