terça-feira, 26 de julho de 2016

Em Minas Gerais, fotógrafa encontra felino raro: o gato-mourisco

Por dez segundos, a fotógrafa Aline Patrícia Horikawa teve a chance de filmar o felino também conhecido como jaguarundi.

A fotógrafa Aline Patrícia Horikawa: paixão por registrar aves e outros animais (Alexandre Sá/TG)
 
As fotografias de Aline Patrícia Horikawa enchem de cores e encantos a página que mantém na rede social. A predileção pelas aves levou a auxiliar de escritório a muitos lugares. Ao caminhar por uma trilha em São Sebastião do Paraíso (MG), a fotógrafa amadora encontrou um felino. Não um felino qualquer, mas um gato-mourisco. Sem perder tempo, passou a filmar o animal. Segundo a fotógrafa, foram dez segundos inesquecíveis. A espécie considerada rara é um pouco maior que o gato-do-mato. Esta foi a segunda vez que Aline clicou o animal.
 
Pesquisadores acreditam que o gato-mourisco viva sozinho ou em pares. Em algumas áreas de ocorrência, o animal também é conhecido como jaguarundi.

Nas trilhas de Minas, registros ( Alexandre Sá/TG)
 
Gato-mourisco, também conhecido com jaguarandi: pose para a fotografia (Aline Horikawa/Você no TG)
 
Espécie difícil de ser avistada é um pouco maior que o gato-do-mato (Aline Horikawa/Você no TG)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário