terça-feira, 26 de julho de 2016

Cerca de sete mil brasileiros participam da Jornada Mundial da Juventude


Evento ocorre em Cracóvia, Polônia, e terá a presença do papa Francisco
 
Com o tema “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia”, o maior evento da juventude católica começa hoje. De 25 de julho a 1º de agosto, jovens do mundo inteiro se reúnem em Cracóvia, na Polônia, para a 31º edição da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Esta é a segunda vez que a Polônia receberá o evento. 
 
Para o bispo de Caxias (MA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, dom Vilsom Basso, a expectativa com a Jornada Mundial da Juventude é muito grande. “Queremos de verdade que essa jornada coloque no coração da juventude esse ardor, esse amor missionário, lembrando a frase do nosso querido papa Francisco: ‘Ide sem medo para servir uma Igreja jovem, uma Igreja missionária, uma Igreja comprometida com uma vida melhor para toda nossa juventude’”, enfatiza dom Vilsom.
 
Dos 600 mil jovens inscritos na Jornada Mundial da Juventude, aproximadamente sete  mil são brasileiros. O Brasil também é representado por 28 bispos. Cerca de 150 voluntários brasileiros estão participando da organização da JMJ, que acontece no Ano Santo da Misericórdia - proclamado pelo papa Francisco - tornando-se um verdadeiro e próprio Jubileu dos Jovens em âmbito mundial. “O papa quer angariar, quer unir-se a essa multidão de jovens do mundo todo que estarão lá e querem espalhar esse sentimento de misericórdia por um mundo melhor, uma Igreja solidária, uma Igreja misericordiosa, uma Igreja de portas abertas”, afirma dom Vilsom.
 
Não é a primeira vez que uma jornada coincide com um Ano Jubilar. De 1983 a 1984, São João Paulo II convocou,pela primeira vez os jovens do mundo todo para o Domingo de Ramos. Depois, durante o Grande Jubileu dos anos 2000, mais de dois milhões de jovens, provenientes de cerca de 165 países, reuniram-se em Roma para a XV Jornada Mundial da Juventude. Por esta ocasião, este ano, a JMJ 2016 celebrará a vida e missão daquele que instituiu as jornadas pelo mundo. São João Paulo II será homenageado na missa de abertura do evento, na terça, 26.
 
A programação da JMJ, que durará uma semana, contará com missa de abertura, cerimônia de boas-vindas, via-sacra, vigília e missa final. Desses atos principais,o papa Francisco irá participar de todos. Além disso, os jovens também poderão participar de catequeses coordenadas por brasileiros e por bispos do Brasil. Por aqui, inclusive, dioceses e arquidioceses promovem encontros, com o objetivo de oferecer aos jovens que não puderam ir à Cracóvia a mesma experiência de partilha. 
 
“Peço a Santa Faustina, com a sua pregação na misericórdia e São João Paulo II, aquele que passou essa paixão, esse amor, esse acreditar na juventude, que abençoe essa Jornada Mundial e que faça com que haja muitos frutos no coração da Igreja com a participação da juventude. Que Deus de fato abençoe a juventude do mundo, em especial, a juventude de nosso país”, finaliza dom Vilson Basso.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário