domingo, 23 de agosto de 2015

Centenas de migrantes forçam barreira policial e entram na Macedônia

Centenas de migrantes, em sua maioria sírios, entraram neste sábado (22) na Macedônia depois de forçar uma barreira policial, apesar do uso de bombas de efeito moral pelas forças de segurança, na fronteira com a Grécia, em Gevgelija.
 
 
Os homens, mulheres e crianças que atravessaram a fronteira estavam desde quinta-feira (20) em uma área entre a localidade grega de Idomeni e a cidade macedônia de Gevgelija. Pelo menos 2 mil pessoas estão bloqueadas nessa "terra de ninguém", e centenas chegam ao local a cada dia, procedentes do porto grego de Tessalonica. 
Pouco depois da invasão, a polícia parecia ter recuperado o controle da situação, mas ainda era possível ouvir o som esporádico de bombas de efeito moral. Os migrantes que conseguiram passar pela fronteira seguiram para a estação ferroviária de Gevgelija, de onde partem os trens para Tabanovce, no norte da Macedônia e perto da fronteira com a Sérvia.
 
Embarque em trem
 
Nos últimos dias, milhares de migrantes, sobretudo sírios, mas também somalis, paquistaneses, afegãos e iraquianos, chegaram ao sul da Macedônia, em Gevgelija. Nessa cidade esperam embarcar em um trem com destino à Sérvia, ao norte, antes de entrar nos países da União Europeia.
 
 
Muitas pessoas também desejam atravessar a Sérvia, cuja fronteira norte é uma porta de entrada para a União Europeia, já que do outro lado fica a Hungria. Mas o governo húngaro está construindo um muro de quatro metros de altura e 175 km de comprimento na fronteira com a Sérvia, com o objetivo de impedir a entrada dos migrantes.
 
Noite debaixo da chuva
 
Centenas de migrantes que desejam chegar à Europa Ocidental prosseguem sua viagem para a fronteira entre Grécia e Macedônia, onde outras 2 mil pessoas passaram a noite debaixo de chuva, observadas por um grande número de policiais. Depois de permitir durante semanas a entrada em seu território de migrantes procedentes da Grécia, o governo macedônio decretou na quinta-feira estado de emergência e mobilizou as unidades especiais da polícia e do exército na fronteira para conter o fluxo migratório.
 
 
Desde 19 de junho chegaram ao país quase 42 mil migrantes, incluindo mais de 7 mil crianças, anunciou na sexta-feira o governo da Macedônia, enquanto as autoridades gregas registraram quase 160 mil chegadas desde janeiro, procedentes sobretudo de áreas em conflito como Síria, Afeganistão e Iraque.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário