terça-feira, 22 de julho de 2014

Cuidado com o pedestre é valorizado em BH

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTrans, lançou ontem, na avenida Alfredo Balena, na região hospitalar, a campanha “Pedestre. Eu respeito”. O objetivo da ação é mobilizar e conscientizar pedestres, motoristas e motociclistas para que aconteça uma mudança definitiva de comportamento e mais respeito entre as pessoas que trafegam pela cidade. O programa é resultado de vários meses de planejamento e estudos, que apontaram 12 áreas na região Centro-Sul da cidade como prioritárias para receber as ações educativas. A campanha integra o projeto Vida no Trânsito, do Ministério da Saúde, e tem a previsão de duração de pelo menos um ano.

Para a diretora de Atendimento e Informação da BHTrans, Jussara Bellavinha, esse é o primeiro passo de um grande trabalho que pretende melhorar a condição de tráfego para pedestres e condutores. “A ideia da campanha é que o trânsito nas ruas e avenidas melhore e que os pedestres sejam respeitados. Além disso, será verificada a necessidade de alterações na sinalização. Ao longo deste ano, inclusive, a BHTrans irá aumentar o número de semáforos para os pedestres”, informou. Segundo Jussara, neste primeiro momento a Prefeitura vai trabalhar a parte educacional e, paralelamente, cuidar da engenharia para haver uma melhoria significativa no trânsito da capital mineira.

 
De acordo com o comandante do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, o tenente coronel Roberto Lemos, a campanha é voltada para que exista mais respeito aos pedestres em Belo Horizonte. “A intenção é tornar a cidade aprazível e cordial. E que os condutores, de carro, caminhão, ônibus, motocicleta ou bicicleta sejam mais tolerantes e respeitem os pedestres e as regras de circulação e sinalização”, disse. Segundo Roberto, depois da campanha educativa e preventiva, haverá a autuação dos condutores que não respeitarem as regras.

O intuito da campanha é fortalecer o respeito à preferência do pedestre nas travessias não semaforizadas, já que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê que esse comportamento deve ser adotado pelos motoristas. “Está na hora de pararmos de simplesmente admirar as cidades em que os carros param para o pedestre. Vamos todos adotar esse comportamento e nos orgulhar de Belo Horizonte”, comentou Jussara Bellavinha. A experiência em outros países e cidades brasileiras mostra que uma mudança de atitude por parte de todos no trânsito é o suficiente para reverter as estatísticas de violência no trânsito.

Região hospitalar

A região hospitalar da capital, por onde circulam, em média, 99 mil veículos diariamente e onde há uma grande concentração de pessoas vindas de outras cidades, foi escolhida para o lançamento da campanha. A ideia é que cada uma das 12 áreas mapeadas da cidade como prioritárias recebam a ação educativa por quatro semanas seguidas. As outras áreas são as regiões do entorno do Mercado Central, da rodoviária e do Parque Municipal e as avenidas Amazonas, Bias Fortes, Andradas, Santos Dumont e Olegário Maciel, além da Praça Sete, da Savassi e da rua Tamoios, na região central. Com isso, a programação deverá completar um ano de atividades ininterruptas, podendo ser prorrogada. Além disso, haverá intervenções educativas da BHTrans em eventos esporádicos e em locais fora da área central, onde há grande concentração de público.

Qual a importância do programa para a cidade?

Lavínia Rodrigues

Professora, trabalha na Faculdade de Educação da UEMG

“A campanha é providencial e vem em uma boa hora. Como pedestre, respeito o máximo possível as sinalizações para não colocar minha vida em risco. Pretendo comentar a campanha com meus alunos, para que eles repassem essa ideia”.

Luiz Marinho

Cirurgião no Hospital João XXIII

“Acho a campanha fantástica porque é preciso diminuir a quantidade de acidentes, principalmente em avenidas de grande fluxo. É preciso ter mais respeito no trânsito, pois o pedestre costuma pagar o preço”.

Isaque Vilela

Motoboy

“É muito importante. Espero que ela ajude a prevenir acidentes contra o pedestre, porque existem muitos motoristas e motociclistas que desrespeitam as leis de trânsito. No trânsito, todos os veículos são responsáveis pela segurança dos pedestres”.


http://gestaocompartilhada.pbh.gov.br/noticias/2013/03/cuidado-com-o-pedestre-e-valorizado-em-bh

Nenhum comentário:

Postar um comentário