sexta-feira, 29 de novembro de 2013

É por causa do aniversariante.

Não quero este Natal diferente só porque seria o Natal número 2.013, desde que o monge Dionísio o Pequeno calculou o ano zero do cristianismo.
 

Quero este Natal diferente porque gostaria que mais gente pensasse em Jesus e pensasse mais nele do que em Papai Noel. E gostaria der ver mais solidariedade, menos tentação de ditadura, mais democracias, menos desvios de verbas e mais diálogo entre partidos e igrejas.

Não é o que estou lendo nos jornais e vendo nas vitrines e nas lojas e ruas. Outra vez estão falando do Papai Noel que nunca existiu e esquecendo o Jesus que existiu e existe. Trocaram a pessoa real pelo personagem fictício.

Por isso espero que se fale mais dele em todos os programas de rádio e em todos os programas infantis e nas escolas e nas ruas. E espero que os religiosos não orem ao Menino Jesus e, sim, a Jesus que foi menino. È que aquele menino cresceu e deu a vida morreu por nós!Ele não voltou a ser criança.

 E espero que os prefeitos respeitando a história Enfeitem as ruas com um presépio e, nele, um casal cuidando de um bebê. Diz muito mais para um mundo de tantos bebês sem pai nem mãe!

Enfim , queremos um Feliz e Santo Natal, dessa vez com o verdadeiro aniversariante no centro da festa. Um dia um menino pobre, filho de família pobre. Seu nome é Jesus!

Fale mais de Jesus no Natal.

http://www.padrezezinhoscj.com/wallwp/artigos_padre_zezinho/cristologia/seu-nome-e-jesus

Nenhum comentário:

Postar um comentário